Notícias e Pesquisas

23 Out 2018

No Rio de Janeiro, diferença entre candidatos diminui, mas Wilson Witzel permanece na liderança com 56% dos votos válidos

Governador

Senador

Presidente

Em novo levantamento realizado pelo IBOPE Inteligência a pedido da TV Globo e Editora Globo, em relação ao segundo turno da eleição para Governador do Rio de Janeiro, diminui de 20 para 12 pontos percentuais (p.p.) a diferença entre os candidatos, uma vez que Wilson Witzel (PSC) mantém-se na liderança com 56% dos votos válidos, enquanto Eduardo Paes (DEM) obtém 44% (tinham 60% e 40%, respectivamente, no estudo anterior). O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos.

Considerando os votos totais, as menções a Wilson Witzel recuam de 51% para 48%, ao passo que em Eduardo Paes vão de 34% para 38%. Aqueles que declaram intenção de votar em branco ou anular seu voto oscilam de 9% para 11% e os que não sabem ou preferem não responder variam de 5% para 3%.

Destaques por segmentos - Votos Totais
Wilson Witzel continua sendo mais citado entre eleitores de 25 a 34 anos (oscila de 55% para 57%), entre eleitores cuja renda familiar mensal é de mais de 2 a 5 salários mínimos - S.M. - (apesar de recuar neste segmento de 60% para 56%), entre os evangélicos (varia de 65% para 56%) e entre aqueles com idade entre 35 e 44 anos (indo de 57% para 55%). Comparativamente, ainda é mais forte entre os homens (vai de 57% para 55%) do que entre as mulheres (decresce de 46% para 42%).

- As intenções de voto no ex-prefeito do Rio de Janeiro crescem na maioria dos segmentos avaliados. Avançam 9 p.p. entre os eleitores mais velhos (indo de 35% para 44%); entre os que têm o Ensino Fundamental I e aqueles com Ensino Fundamental II, variando em ambos os estratos de 38% para 47%. E evoluem 7 p.p. entre aqueles que possuem renda familiar de até 1 S.M (vai de 39% para 46%); entre eleitores de 45 a 54 anos (varia de 33% para 40%) e entre os evangélicos (indo de 23% para 30%).

- Ademais, nesta rodada, os candidatos empatam numericamente entre as mulheres (onde ambos obtêm 42%) e as menções a Eduardo Paes ultrapassam as de Wilson Witzel entre eleitores menos instruídos (47%, contra 37% - ambos encontravam-se empatados neste segmento há 6 dias), entre aqueles que têm da 5º a 8º série do Ensino Fundamental (47%, contra 40%) e entre os que possuem menor renda familiar (46%, contra 39%).


Presidente
O IBOPE Inteligência ainda questionou a intenção de voto para presidente entre os eleitores do Rio de Janeiro e, neste contexto, Jair Bolsonaro (PSL) oscila de 56% para 55% das intenções de voto, enquanto Fernando Haddad (PT) mantém-se com 30%. Permanecem iguais os percentuais daqueles que declaram intenção de votar em branco ou nulo (10%) e dos indecisos (4%).


AVALIAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO ATUAL

* O objetivo de uma pesquisa eleitoral não é antecipar os resultados da eleição, mas sim o de mostrar o cenário no momento em que foi realizada. A pesquisa é uma fotografia do momento e não tem o poder e nem a intenção de prever o resultado de uma eleição. Por isso, seus resultados não podem ser usados para prever o resultado das urnas

 

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Intenção de voto no Rio de Janeiro

Margem de erro

a margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Administração pública

Eleições

Opinião pública

Contratante

pesquisa contratada por GLOBO COMUNICACAO E PARTICIPACOES S/A E EDITORA GLOBO S.A.

Período

20/10/2018 a 23/10/2018

Local

Brasil - RJ

Amostra

foram entrevistados 1.512 votantes. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

Registro TRE/TSE

registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro sob o protocolo Nº RJ-07513/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-07484/2018.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa