Notícias e Pesquisas

21 Out 2016

Nelson Marchezan Junior mantém-se à frente em Porto Alegre

O IBOPE Inteligência realizou, em parceria com o Grupo RBS, a segunda pesquisa de intenção de voto para prefeito de Porto Alegre no segundo turno das eleições. De acordo com o levantamento realizado entre os dias 18 e 20 de outubro, Nelson Marchezan Junior (PSDB) continua na liderança da disputa, com 57% dos votos válidos contra 43% de Sebastião Melo.

Quando consideramos brancos, nulos e indecisos, Marchezan lidera com 44% das intenções de voto totais (1 ponto percentual a menos do que na pesquisa anterior), enquanto Sebastião Melo (PMDB) permanece com 33% das menções. Neste momento, 18% dos eleitores declaram a intenção de votar em branco ou anular o voto (mesmo percentual do estudo anterior) e 5% não sabem ou preferem não responder (eram 4%).

Destaque por segmentos

As intenções de voto em Nelson Marchezan Junior mantêm-se em destaque entre os eleitores com renda familiar acima de 5 salários mínimos. Nesta rodada, o candidato passa a ser mais citado entre os homens e os mais jovens. 

Sebastião Melo mantém seu melhor desempenho entre os respondentes com idade entre 45 e 54 anos e também no grupo de eleitores com Ensino Fundamental (onde empata numericamente com o candidato do PSDB). 

 

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Pesquisa eleitoral em Porto Alegre (JOB Nº 0554-6 | 2016)

Margem de erro

a margem de erro máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Administração pública

Eleições

Opinião pública

Voluntariado

Contratante

pesquisa contratada por RBS Participações S.A & RBS Zero Hora Editora Jornalística S.A

Período

18/10/2016 a 20/10/2016

Local

Brasil - Porto Alegre - RS

Amostra

foram entrevistados 602 eleitores. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

Registro TRE/TSE

registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul sob o protocolo Nº RS-08376/2016.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa