Notícias e Pesquisas

19 Jun 2019

Metade dos internautas são favoráveis ao casamento de pessoas do mesmo sexo

Na semana da 23ª edição da Parada LGBT, que acontece em São Paulo no próximo domingo, 23 de junho, uma pesquisa do IBOPE Conecta mostra que praticamente metade dos internautas brasileiros (53%) são favoráveis a união civil entre pessoas do mesmo sexo, percentual que em 2013 era de 47%.

O estudo aponta que não há diferença de aprovação independente se a união é entre dois homens ou duas mulheres e que, dentre os homossexuais, 17% não aprovam o casamento entre pessoas do mesmo sexo. 

Quando questionados sobre sua orientação sexual, 86% dos internautas afirmam ser heterossexuais.

Família, amigos e trabalho

55% dos internautas que se declaram homossexuais afirmam que seus familiares são favoráveis à sua orientação sexual, enquanto 13% relatam que os familiares são contrários e 19% indicam que a família não sabe sobre sua orientação sexual.

Entre os amigos, 60% afirmam que seus amigos são a favor de sua orientação sexual e que 9% são contra, além de 14% que mencionam que seus amigos não sabem desse assunto.

No trabalho, 38% dos entrevistados que afirmam ser homossexuais dizem que seus colegas são a favor de sua orientação sexual, ao passo que 9% são contra e 33% não sabem da sua orientação. Dentre os que não assumiram a homossexualidade para os colegas de trabalho, 29% tem medo que interfira na carreira, 19% temem rejeição/aceitação e outros 6% tem medo de perder o emprego.

Adoção

O IBOPE Conecta também questionou os internautas brasileiros sobre adoção. De acordo com a pesquisa, 45% dos entrevistados não sabem ou nunca pensaram a respeito desse assunto e 38% gostariam de adotar, enquanto 17% não pensam em adotar.

As mulheres são mais propensas à adoção do que os homens: 44% e 31%, respectivamente. Destaca-se também o desejo de adoção entre os internautas mais jovens (16 a 24 anos), grupo no qual 44% gostariam de adotar uma criança. Dentre os internautas homossexuais, 56% gostariam de adotar uma criança e outros 32% nunca pensaram a respeito ou não sabem.

A pesquisa revela também que 61% dos entrevistados aprovam a adoção de crianças por casais do mesmo sexo, enquanto que em 2013 esse percentual era de 57%. Os que não aprovam essa medida somam 39% dos internautas.

Sobre a pesquisa

Pesquisa realizada online, com 2000 internautas de 16 anos ou mais, de todas as regiões do país, entre os dias 14 a 17 de maio de 2019.