Notícias e Pesquisas

23 Out 2018

Em São Paulo, João Doria e Marcio França permanecem empatados tecnicamente no segundo turno

Governador

Senador

Presidente

Em nova pesquisa realizada pelo IBOPE Inteligência sobre o segundo turno da eleição para governador do Estado de São Paulo, o ex-prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), continua numericamente à frente do adversário Marcio França (PSB), mas ambos permanecem tecnicamente empatados, conforme observado na primeira rodada da pesquisa do segundo turno. O peessedebista tem 53% dos votos válidos (eram 52%) e Marcio França (PSB) tem 47% (eram 48%). O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. A pesquisa foi realizada a pedido da TV Globo e do jornal O Estado de S. Paulo entre os dias 20 e 23 de outubro.

Considerando os votos totais, os candidatos também aparecem tecnicamente empatados. João Doria permanece com 46% das menções e Marcio França oscila de 42%, na pesquisa da semana passada, para 41%, agora. Os eleitores que declaram a intenção de votar em branco ou nulo são 11% e 3% não sabem ou preferem não responder (eram 10% e 2%).

 

Destaques por segmentos - Votos Totais
Em relação à pesquisa passada João Doria tem suas intenções de voto aumentadas principalmente entre eleitores de 45 a 54 anos (de 38% para 46%), aqueles com renda familiar mensal de mais de 5 salários mínimos (de 46% para 53%), aqueles com 55 anos ou mais e os evangélicos (de 49% para 53%, em cada um dos segmentos). Em contrapartida, as menções ao peessedebista recuam principalmente entre os mais jovens (de 44% para 34%), os que têm até 4ª série do ensino fundamental (de 47% para 42%) e entre aqueles com renda familiar mensal de 1 a 2 salários mínimos (de 45% para 40%).

- Já o atual governador, Marcio França, cresce em relação à última pesquisa especialmente entre os eleitores de 25 a 34 anos (eram 39% e agora são 43%). Por outro lado, tem suas intenções de voto reduzidas principalmente entre os eleitores de 45 a 54 anos (de 45% para 40%), entre aqueles com renda familiar mensal de 2 a 5 salários mínimos (de 43% para 39%), os evangélicos (de 40% para 36%), aqueles que se autodeclaram como pretos e pardos (de 46% para 42%) e entre os que residem na capital paulista (de 54% para 50%).  

Presidente
No Estado de São Paulo, Jair Bolsonaro (PSL) é citado por 54% dos eleitores (eram 55%), enquanto Fernando Haddad (PT) é mencionado por ­­­31% (eram 32%). Eleitores que pretendem votar em branco ou anular seu voto somam 11% e os indecisos totalizam 3% (na pesquisa anterior eram 10% e 2%, respectivamente).


AVALIAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO ATUAL

* O objetivo de uma pesquisa eleitoral não é antecipar os resultados da eleição, mas sim o de mostrar o cenário no momento em que foi realizada. A pesquisa é uma fotografia do momento e não tem o poder e nem a intenção de prever o resultado de uma eleição. Por isso, seus resultados não podem ser usados para prever o resultado das urnas

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Intenção de voto em São Paulo

Margem de erro

a margem de erro estimada é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Administração pública

Eleições

Opinião pública

Contratante

pesquisa contratada por GLOBO COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S/A e S/A O ESTADO DE S. PAULO.

Período

20/10/2018 a 23/10/2018

Local

Brasil - SP

Amostra

foram entrevistados 1.512 votantes. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

Registro TRE/TSE

registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo sob o protocolo Nº SP-00150/2018 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo Nº BR-BR-06889/2018.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa