Notícias e Pesquisas

16 Set 2016

Dr. Mauro e Léo Moraes crescem simultaneamente e permanecem rigorosamente empatados, mas agora dividindo a liderança

Realizada a pedido da Rede Amazônica, segunda pesquisa IBOPE Inteligência sobre a sucessão em Porto Velho aponta o atual prefeito Dr. Mauro (PSB) e Léo Moraes (PTB) empatados na primeira posição com 21% das intenções de voto cada. Na pesquisa passada, ambos se encontravam também empatados numericamente, mas na segunda posição, com 16% das menções cada um. Roberto Sobrinho (PT), que liderava numericamente a pesquisa de agosto, cai de 22% para 16%, ficando agora tecnicamente empatado na segunda posição com o candidato Pimentel (PMDB) que obtém 14% das respostas, já que a margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais (p.p.). Em seguida aparecem Dr. Ribamar Araujo (PR) com 7% das menções (eram 10% antes), Dr Hildon (PSDB) com 4% (eram 3%) e Pimenta de Rondônia (PSOL) com 3% (mesmo percentual da pesquisa passada). Aqueles que declaram intenção de votar em branco ou anular o voto somam 10%; enquanto 4% preferem não opinar a respeito. As entrevistas foram realizadas de 11 a 15 de setembro.

Se a eleição fosse hoje, o próximo prefeito de Porto Velho seria escolhido em segundo turno e ainda não é possível dizer quem seriam os dois candidatos a concorrer. 

Destaques por segmentos
- As menções a Dr. Mauro crescem em praticamente todos os segmentos em comparação com a última rodada, mas é mais significativa entre os eleitores de 35 a 44 anos (9 p.p.), entre os mais escolarizados (8 p.p.) e entre os de renda familiar de 2 a 5 salários mínimos (9 p.p.).

O crescimento de Léo Moraes é mais significativo entre eleitores de 16 a 24 anos (de 17% para 35%), sendo este o grupo mais propenso a votar no candidato atualmente. Destacam-se também pelo crescimento de menções em Moraes os seguintes grupos: eleitores com ensino Médio (12 p.p.), aqueles com renda familiar de 1 a 2 SM (10 p.p.) e de até 1 SM (9 p.p.).

O decréscimo nas intenções de voto em Sobrinho distribui-se por quase todos os segmentos, mas destacam-se os eleitores de menor renda familiar (16 p.p.), os que têm de 16 a 24 anos de idade (15 p.p.) e também aqueles com ensino Fundamental (9 p.p.).  

Nas menções a Pimentel destacam-se as variações positivas ocorridas entre os eleitores de escolaridade Fundamental (8 p.p), entre os de 25 a 34 anos (7 p.p.) e também na faixa de renda até 1 SM (7 p.p.), comparando-se com a pesquisa realizada em agosto.

Para os demais candidatos não se observam diferenças significativas nas intenções de voto entre os diversos segmentos analisados, nem variações entre as duas pesquisas. 

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Pesquisa eleitoral em Porto Velho (JOB Nº 0558-2 | 2016)

Margem de erro

a margem de erro máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Administração pública

Eleições

Opinião pública

Contratante

pesquisa contratada por RÁDIO TV DO AMAZONAS LTDA.

Período

11/09/2016 a 15/09/2016

Local

Brasil - Porto Velho - RO

Amostra

foram entrevistados 602 eleitores. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

Registro TRE/TSE

registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia sob o protocolo Nº RO-08770/2016.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa