Notícias e Pesquisas

19 Abr 2017

Confiança do consumidor segue oscilando

O INEC registra avanço de 1,4% na comparação mensal e reverte parcialmente a queda de 2,3% observada em março. Apesar do aumento, o INEC permanece 4,8% abaixo de sua média histórica. Na comparação com abril do ano passado, o índice mostra crescimento de 6,1%.

Todos os componentes do índice apresentam melhora quando comparados com os resultados de março, com exceção do item compras de bens de maior valor, que registra queda de 1,7%. Na comparação com abril de 2016, o índice também recua: queda de 2,1%.

Os demais componentes do INEC apresentam crescimento, tanto na comparação com março como em 12 meses. Em relação a março, destaca-se o índice de expectativa de inflação, com crescimento de 5,8% (no mês passado havia registrado a maior queda mensal, 6,9%). O crescimento em abril indica que o percentual de entrevistados que esperam aumento da inflação recuou na comparação com o mês anterior.

Em seguida, destaca-se o crescimento do índice de endividamento: 3,3% na comparação mensal. Esta é a segunda variação positiva consecutiva do índice (havia crescido 0,4% no mês anterior), o que sugere melhora na evolução do endividamento das famílias.

           

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

ÍNDICE NACIONAL DE EXPECTATIVA DO CONSUMIDOR (INEC)

Margem de erro

2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

CNI

INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor)

Contratante

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA.

Período

07/04/2017 a 11/04/2017

Local

Brasil

Amostra

2002 entrevistas em 143 municípios.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Relatório de tabelas
Relatório da CNI

COMENTÁRIOS